A célebre frase “Antes prevenir do que remediar” cabe perfeitamente na odontologia e deve ser a máxima entre os pacientes que não querem colocar em risco a qualidade do seu sorriso.

Um simples problema deixado de lado pelo paciente pode resultar, em alguns anos, num grande e até grave problema. A limpeza periódica dos dentes para retirada de tártaros a cada seis meses é fundamental para evitar cáries, mau hálito, aftas e gengivites. A manutenção periódica dos serviços já executados e Identificar problemas logo no início e tratá-los fazem parte da prevenção.

Levando-se em conta que problemas mais sérios endocardite bacteriana originados da falta de higiene bucal, afeta diretamente o coração e pode até levar a morte, ou até mesmo o câncer que pode ser diagnosticados precocemente, com mais chances de cura. Outros problemas menos graves, mas bastante incômodos que podem comprometer a qualidade de vida são as disfunções articulares, originadas muitas vezes pela perda dos dentes e podem provocar, entre outras coisas, dores de cabeça, ouvido, face e até de pescoço e ombro.